INFOMÍDIA - ABEAÇO NOTÍCIAS

 

ABEAÇO NOTÍCIAS

EDUCANDO COM A LATA DE AÇO

 

Programa Aprendendo com o Lataço completa três anos e passa por mudanças para ampliar sua atuação. Agora, alunos de escolas públicas e particulares poderão conhecer de forma ainda mais lúdica e interativa as ações e projetos de Responsabilidade Ambiental, Educação e Cidadania.

 

O projeto Aprendendo com o Lataço, desenvolvido pela Abeaço em parceria coma empresa de projetos educacionais Pé na Estrada, completa três anos em 2010. Para comemorar esta marca, a associação decidiu incrementar sua atuação desenvolvendo novas funcionalidades. Uma delas é a criação do site com foco nos professores e educadores e a inauguração do mundo virtual da lata de aço: a Latônia.

 

Vera Laporta

Vera Laporta

 

O novo conceito começou a ser compartilhado no último dia 30 de abril no site www.lataco.com.br. De acordo com a coordenadora da Pé na Estrada, Maria Christina Dias Monteiro, já participaram do Aprendendo com o Lataço mais de 22 mil crianças, em sua maioria, de 6 a 11 anos. Já conforme a arte-educadora Vera Laporta, responsável pelo desenvolvimento de todas as atividades lúdicas do website do projeto, além dos trabalhos presenciais, o programa ganhará um ambiente interativo e recheado de atividades lúdicas para pais, filhos e professores.

 

Confira um pouco mais desta nova fase no bate-papo que a Abeaço Notícias teve com Christina Monteiro e Vera Laporta.

Chistina Monteiro

Chistina Monteiro

 

 

Abeaço Notícias - A senhora pode nos contar um pouco sobre os resultados do projeto Aprendendo com o Lataço?

Christina – O Projeto Aprendendo com o Lataço é um Projeto de Responsabilidade Social que tem como objetivo educar a criança para ser o sujeito de suas escolhas de consumo. Neste sentido, tem contribuído muito, pois leva até a escola conteúdos educacionais que permitem ampliar seus conhecimentos sobre os setores da economia: primário, secundário e terciário; cadeias produtivas: origem, processo e destino; conservação e manipulação dos alimentos; ciclo de vida do produto; embalagem na indústria alimentícia; cadeias produtivas da embalagem de aço e a responsabilidade de cada um em relação à questão do lixo e à importância da reciclagem. Todos estes objetivos aliados ao conceito de sustentabilidade ambiental em um roteiro lúdico levam para as escolas uma contribuição importante que tem sido reconhecida por alunos e professores participantes.

 

 

 

Abeaço Notícias – Por que este projeto é importante para conscientização ecológica?

Christina – Porque educar para o consumo consciente é desenvolver uma visão crítica e responsável de nosso papel enquanto cidadão e consumidor para que saibamos discernir, escolher com fundamento e propriedade os bens e serviços que iremos utilizar e tomar consciência de nossos direitos e responsabilidades. Pois assim, possibilitaremos a construção de uma sociedade mais justa, solidária e responsável, melhorando a qualidade de vida de todos os cidadãos, sem deteriorar o meio ambiente.

 

Vera – O desafio lançado foi a criação de uma atividade lúdica a ser veiculada no site do “Aprendendo com o Lataço”, que transmitisse conceitos e valores de Educação Ambiental e Ecoformação, incluindo noções de consumo consciente, em vista da sustentabilidade da escola, da comunidade e do planeta. Ao mesmo tempo, indicasse maneiras prazerosas e artísticas de trabalhar com o Lataço a fim de lhe conceder um adequado reaproveitamento. Sensibilizar para o sentimento de pertencimento e de planetariedade, necessidade de preservação do meio físico, social e cultural como um todo é o principal objetivo de ZIP ZAP ZUP. Isso, hoje, é indispensável e urgente de se tratar na educação dos jovens, pois, como diz o físico quântico Bassarab Nicolescu em seu Manifesto da Transdisciplinaridade, “é necessário agir com rapidez, pois amanhã poderá ser tarde demais”. Frase que completa, não menos enfaticamente, com: “dirão a nós que a humanidade sempre esteve em crise e que sempre encontrou os meios para sair dela. Esta afirmação era verdadeira outrora. Hoje, equivale a uma mentira. Pois, pela primeira vez em sua história, a humanidade tem a possibilidade de destruir a si mesma inteiramente, sem nenhuma possibilidade de retorno”. (Nicolescu, 1999). Nesta Atividade Lúdica também queremos estimular ações relativas à política dos 3 Rs - insistindo no item redução e no consumo consciente, como também em atitudes proativas; além disso, pretendemos instigar a criatividade dos participantes e promover a elaboração de produtos artísticos e artesanais em várias modalidades - textos verbais, não verbais, quadrinhos, poesia, fotografia, música, objetos de uso no cotidiano, músicas - e, dessa forma, incentivar a descoberta de novos talentos.

 

 

 

Abeaço Notícias – Quantas crianças já participaram?

Christina – Já participaram 22.100 crianças/alunos na sua maioria de 6 a 11 anos. O que podemos contar é que todas saem estimuladas a contribuir com programas de reciclagem e reutilização na sua escola em seu bairro e na sua casa.

 

 

 

Abeaço Notícias – Estamos entrando em uma nova fase do Aprendendo com o Lataço. Pode nos contar um pouco sobre o que vem por aí?

Vera – Além dos trabalhos presenciais do “Aprendendo com o Lataço” realizados nas escolas, está pulsando no site www.lataco.com.br, totalmente reformulado, o logo da Atividade Lúdica online ZIP ZAP ZUP, aventuras do Lataço, que vai apresentar nos próximos meses uma variedade de atividades lúdicas e artísticas, que poderão ser utilizadas em sala de aula por professores de qualquer disciplina, pertencentes a escolas públicas ou particulares, que desejarem participar. As atividades de ZIP ZAP ZUP terão como elemento propulsor a embalagem de aço - seu histórico, sua utilização, o reaproveitamento e reciclagem – com base na problemática ambiental (local e global), com a intenção de dar um impulso na ecoformação, tanto de aprendentes quanto de educantes das escolas participantes, em busca da sustentabilidade e de ações proativas na comunidade. Vale ressaltar que todo o projeto se alicerça nos ensinamentos da Transdisciplinaridade. Mas - vocês podem me perguntar - por que uma atividade lúdica? A educação lúdica, como entendemos, visa  estudar e valorizar o processo de desenvolvimento da capacidade física, intelectual e moral do ser humano através de brincadeiras, jogos, recursos computacionais, atividades artísticas (já que a arte, em seu processo, também é lúdica) e materiais didáticos, que sirvam de suporte para que o aluno aprenda, de forma descontraída e prazerosa, mas também efetiva, eficiente e eficaz. Partimos do pressuposto de que o homem é um ser lúdico por natureza - desde os primórdios da civilização ele aprende mais e melhor, brincando. Nós herdamos essa característica de nossos ancestrais, e somos, portanto, todos “Homo Ludens".

 

 

 

 

Abeaço Notícias – E as escolas? Como diretores, professores e educadores podem incentivar práticas como o Aprendendo com o Lataço?

Christina– Na verdade, entrar na escola com este tipo de atividade é muito difícil,  pois esta só recebe projetos autenticamente responsáveis e que venham a acrescentar conteúdos significativos aos conteúdos formais vistos em sala de aula. Hoje, a escola é cada vez mais criteriosa e reflexiva ao receber o nosso projeto, que consideremos fazer parte da educação não-formal.

 

 

 

Abeaço Notícias – Quais serão os temas trabalhados nesta nova fase? Muita coisa mudou? Pode nos explicar?

Vera – O site do Aprendendo com o Lataço foi totalmente reformulado em seu visual e recursos para introduzir tanto atividades curtas de reaproveitamento da lata de aço, quanto, como disse antes, incluir a novidade de uma Atividade Lúdica – ZIP ZAP ZUP – aventuras do Lataço, que acontecerá em um lugar imaginário – a Latônia – onde vivem as latas de aço, incluindo o Lataço, e que abriga seis cidades, também imaginárias, e diferentes: Akilata, Sonalata, Photolata, Bricolata, Ludolata e Ecolata, cada qual com suas especificidades e atividades peculiares, de modo a se realizar trabalhos que tenham a lata de aço por tema. Como os nomes das cidades podem indicar, as equipes irão trabalhar com Pesquisas, Entrevistas e História do Lataço, em texto e Quadrinhos; Música: montagem de instrumentos musicais e de Banda de lata; Fotografia: história da fotografia, montagem de máquina “Pinhole” e ensaios fotográficos digitais; Arte e Artesanato com latas de aço; Jogos e brincadeiras envolvendo o Lataço; e o planejamento de uma Cidade Sustentável – Ecolata – projetada pelos próprios alunos participantes. Cabe lembrar que cada um desses módulos terá um prêmio específico oferecido pela Abeaço à equipe vencedora, sob as modalidades ligadas às respectivas cidades da Latônia: Quadrinhos, Jingles, Fotografia, Artesanato, Jogo de Tabuleiro e Cidade Sustentável. O módulo da cidade Akilata já foi totalmente concebido e logo estará “brilhando” no site, já que Akilata é toda prateada. E os cicerones serão as dinâmicas e simpáticas latas: Ataliba e Ladilata! Acredito que os alunos, para quem oferecemos, com muito gosto, todo este trabalho, irão trabalhar prazerosamente em todas essas coloridas e vibrantes “cidades” da Latônia.

 

Rua Rocha, 167 – Cj. 33 – Bela Vista - São Paulo - Tel: (55 11) 3842-9512 - Fax: (55 11) 3849-0392

 

Valid XHTML 1.0 Transitional CSS válido!Induz Comunicação e Design Induz Comunicação e Design